Conecte-se conosco

Próxima Parada

Seguro Viagem

Afinal, Kosovo é um país ou não?! Saiba um pouco mais sobre isso!

Europa

Afinal, Kosovo é um país ou não?! Saiba um pouco mais sobre isso!

Há 3 anos atrás fiz minha primeira visita aos Balcãs, naquela época tive a oportunidade de visitar Eslovenia, Croácia, Bósnia e Montenegro.

Mexeu muito comigo ver toda aquela história de guerra e destruição que havia acontecido tao recentemente naquela região e eu não tinha conhecimento de praticamente nada de todo aquela parte da historia.

Desde esta viagem, Kosovo que eu não havia visitado, passou a fazer parte dos países dos Balcãs que eu gostaria de visitar logo, pois lá, aconteceu outra guerra 4 – 5 anos mais recente ainda, e as coisas ainda continuam tensas por la. Vou tentar explicar um pouco mais abaixo alguns pontos sobre esta região.

Demorou, mas 3 anos depois consegui fazer uma visita rápida ao país.

Alguns ainda não concordam com o termo que citei acima, dizendo que lá é um país, mas desde 2008, metade dos Países que fazem parte da ONU concordaram com este acontecimento e a outra metade diz que este local é uma província separatista da Sérvia.

Estive lá, conversei com locais e tive a oportunidade de participar de um evento de um dos partidos politicos onde mais de 300 integrantes deste grupo estavam presentes.

Foi muito bom ter a oportunidade de entender um pouco onde eles estão e onde querem chegar.

Eles de fato não são felizes por não serem um país reconhecido mundialmente.

O objetivo principal agora, é fazer com que isso se torne realidade, mas sem a participação ou intervenção da União Europeia neste processo.

Caso isso se torne realidade, o interesse maior é de que Kosovo e Albania se tornem um único País e que seus povos possam viver juntos, em paz e harmonia.

Hoje mais de 90% da população de Kosovo é formada por Albaneses, por isso não faz sentido que esta união já não tenha acontecido.

Historicamente isso já ocorreu, foi entre 1941 e 1944, quando a Itália ocupava este território. Após este período passou a pertencer a Iugoslávia, mas sendo integrada a Sérvia.

Com o fim da Iugoslávia, no ano de 1991 foi declarado independência, mas naquela época, eles não foram reconhecidos pela comunidade internacional.

Entre 1991 e 1998 Slobodan Milosevic liderava o governo central da Iugoslávia, e foi um período de muitos atritos entre Kosovo e Sérvia, mas nada de fato mudou.

Em 1999 foi formado um grupo com lideres Iugoslavos e da comunidade Albanesa de Kosovo. Eles queriam buscar de forma pacifica, um acordo onde as forças Iugoslavas de Milosevic acabasse com os conflitos contra os Guerrilheiros da ELK (Exército de Liberação do Kosovo), isso foi em Fevereiro de 1999 e infelizmente não teve sucesso.

Em Março do mesmo ano, a OTAN atacou a Iugoslávia, dando inicio a Guerra do Kosovo.

Os ataques tiveram inicio em alvos militares, mas a estratégia ampliou ações contra estúdios de televisão, pontes, fábricas e o sistema de electricidade da Sérvia.

Foram 79 dias de conflitos. Não se tem um numero exato da quantidade de vitimas, mas estipula-se que algo entre 4 – 12 mil pessoas morreram.

No inicio de Junho de 1999, lideres ocidentais e Milosevic chegaram a um acordo para o fim da Guerra. As tropas Iugoslavas se retiraram de Kosovo e mais de 200 mil sérvios tiveram que deixar Kosovo e retornar para sua terra de origem.

Ainda hoje, se você estiver na Sérvia e quiser entrar em Kosovo terá problemas, então para os viajantes interessados, escolha um dos países vizinhos e entre no território de Kosovo através deles.

Com base neste pequeno resumo sobre uma parte da história recente de Kosovo, falarei um pouco de como foram os dias que passei por lá.

Sai da Capital da Macedonia, Skopje, em direção a Pristina, capital de Kosovo, em uma viagem de ônibus que durou um pouco mais que 2 horas e foi bem tranquila.

Cheguei na estação central e como eu já tava traumatizado da minha experiência na Macedonia com os taxistas, vi a distancia para o hostel, que era de 2 kms, e decidi então fazer essa rápida caminhada andando.

Foi bacana pra ter uma noção melhor do centro e acabei vendo quase todos os principais pontos turísticos da cidade nestes 40 minutos andando.

Cheguei no hostel chamado Hostel Han e pra minha surpresa o dono parecia gostar bastante de brasileiro, rapidamente já pegou uma cerveja pra mim e um dos staff colocou MPB, que por sinal continuou tocando pelos outros dias da minha estadia.

O centro é pequeno, e um ponto negativo é que o Free walking tour não é todo dia, então andar pelo centro sem um guia, ou sem todas as informações que voce poderia ter, sempre me traz uma sensação de que estou perdendo algo. Mas eu não teria escolha.

No hostel conheci um cara da França, um da Rússia e duas Australianas, conversamos e decidimos andar juntos pela cidade pra explorer um pouco mais.

Passamos por mercados locais, visitamos o monumento do New Born, que simboliza o nascimento de um novo País, pós a separação com a Sérvia.

G1635442

 

(Foto acima: Monumento New Born).

Fomos também em um local chamado Museu Etnográfico de Pristina, onde conservam algumas casas do período Otomano do século XVIII. É possível encontrar móveis, roupas típicas, jóias, armas, instrumentos musicais, e muito mais coisas da época, o local é bem bacana e simples, vale a pena a visita.

11701183_10153461852394362_542337616453156483_n

 

(Foto acima: Museu Etnográfico de Pristina)

Atravessamos o centro em uma caminhada de 20 minutos e chegamos a Cathedral de Madre Theresa, onde tem uma torre bem alta ao lado, pagamos 1 euro e subimos no topo, de lá da pra avistar toda a cidade de Pristina e os arredores.

Do alto da torre é possível ver a Biblioteca Nacional de Kosovo, que tem uma construção bem diferente e chama atenção por isso.

DSCN2665

(Foto acima: Biblioteca Nacional de Kosovo)

Voltei para o hostel e tive sérios problemas com o clima, pois tava muito quente e estava um pouco complicado para mim pra respirar, mesmo sabendo que tinha outras cidades interessantes para conhecer no país, optei por ir mais próximo do litoral e viajar em direção a Albania.

Foi exatamente o que fiz, peguei uma van em direção a Tirana, capital da Albania, e parti para chegar o quanto antes.

Escreverei sobre a maravilhosa Albania no meu proximo post.

 

Até breve a todos que estão aqui acompanhando esta jornada de perto! 😉

Continuar Lendo
Anuncio
mm

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Nullam pellentesque vel urna id vulputate. Donec bibendum diam elit, porta faucibus felis fermentum volutpat. Curabitur aliquam, tellus a tincidunt accumsan, ex nisi ultrices justo, in porta nisl mauris vitae purus.

6 Comentários

6 Comments

  1. Maria

    25/11/2016 em 18h47

    olá! gostaria de ouvir sobre a respeito da Albânia!

    • mm

      Danniel Oliveira

      31/01/2017 em 21h58

      Olá Maria, Obrigado pelo feedback! Escreverei algo sobre A Albania logo mais. Fique de olho nos canais! Abraços 😉

  2. Lidia

    22/01/2018 em 12h11

    Minha mae esta querendo ir em kosovo la e perigoso .. Tem algum perigo dela ir visita como turista.. Por favor me de alguma informações

    • Próxima Parada

      26/01/2018 em 01h15

      Olá Lidia, obrigado por sua mensagem.
      Então, eu achei bem tranquilo viajar por aquela região da Europa.
      Tem bastante turistas, muitos hotéis, todos os lugares achei bem policiados, e com muita coisa interessante para se ver e fazer.
      Eu acho que seria tranquilo viajar por aquela área de Europa.
      Mas, sempre bom se informar de localização da acomodação, transportes e tudo mais.
      Espero que ela faça uma viagem incrível! abraços

    • clau

      29/04/2018 em 23h54

      Fui ao Kosovo em 2013, não tive problemas, foi uma experiência única que voltei casada. Hj nosso filho está completando 3 aninhos.😍

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Europa

Topo